sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Eu queria te contar de todas as noites que sonhei contigo, que às vezes fraquejo quando ouço algum carro estacionar e olho pela janela pra ver se não é você. Que ontem te desejei felicidades, mas se eu pudesse teria escrito tudo o que tem estado preso na minha garganta. Queria te contar que tem doído, que eu te odeio e que ainda assim gosto de você. Queria contar que você não pode sumir, que não pode reaparecer, que eu não aguento mais esperar. Queria te contar que eu tenho tentado esquecer e que algum dia eu eventualmente vou esquecer. Queria te contar tudo sobre mim, queria contar marcas de nascença sobre você. Ah, menino, queria te contar tantas coisas... 

Mas você não fala comigo.


Samanta Rietveld

On April 14 2013

quinta-feira, 27 de junho de 2013


E a cada dia eu tenho mais certeza de que você me empurra pra todos os lados, menos pra perto do seu.


Samanta Rietveld


On May 30 2013

Eu me pego tanto pensando "o que tem de errado comigo?" que nem percebo o fato de que essa mesma pergunta se responde. O que tem de errado é que eu insisto procurando os erros. Acordei com tanta pressa de agradar os outros que esqueci a necessidade de agradar a mim mesma em cima da mesa de cabeceira. Esqueci de me amar primeiro. A maioria das pessoas faz isso e acaba culpando o despertador, o trânsito, o tempo, o espelho ou os outros. E a culpa é toda nossa. O que a gente é vem de dentro da gente.

Ainda tenho muito o que aprender. Aprender a ficar bem sozinha. Tenho que aprender a me amar pra que possam me amar também.


Samanta Rietveld


On May 16 2013

Fechei o seu livro antes de dormir, admitindo de uma vez por todas que sobrariam muitas páginas em branco e nada nunca poderia ser feito quanto a isso.

Samanta Rietveld

On April 17 2012 

Gosto desse...


E a menina - agora cansada - perdeu o costume de sempre guardar tudo pra ela, e assim foi falando, falando, falando... Até que começa a esquecer só o que não queria esquecer e a lembrar tudo aquilo que não queria lembrar. E no final o acontecimento recente já não significava mais felicidade, só novidade; e o passado - tão guardado e engolido a força - só foi fazendo aquele nó na garganta dar mais voltas e voltas, até que não conseguia mais falar. Até não saber quem realmente era.

Agora a menina só escreve, só espera, só anseia pelo seu grande momento e indaga por entrelinhas. Por que com ela as coisas também não podiam ser mais certas, simples e bonitas? Por que no meio de tanto desapego, meu Deus, havia tanto apego?


Samanta Rietveld

On March 31 2012

As pessoas vivem se enganando a meu respeito... Minha idade, meu cabelo, meu jeito, meus gostos, minha força, minha capacidade e minha vida. Acham que eu sou toda errada, toda de mentira. Mas sério... A quem eu quero enganar?! São só pessoas.


Samanta Rietveld

On February 02 2012

quarta-feira, 26 de junho de 2013


Espero que o seu ano tenha sido bom, e se não, que ao menos não tenha sido tempo perdido. Que a sua vida só melhore e que momentos ruins só sejam momentâneos. Espero que você tenha sempre uma música que te deixe feliz e um motivo pra ficar. Que tenha pequenos prazeres, como mergulhar a mão em um saco de grãos ou os pés na água depois de muito tempo. Espero que a nostalgia não se torne algo ruim e que disposição para mudanças esteja sempre em sua lista de qualidades. Espero mesmo que encontre uma boa companhia e um lugar confortável pra morar. Que descubra o seu caminho, ou ao menos o seu filme favorito.


Samanta Rietveld


On December 26 2011